2014-02-28 19:22:11

Cardeal Sandri recorda três testemunhas da fé: Cardeal Posadas Ocampo, Dom Oscar Romero e Dom Angelelli


Cidade do Vaticano (RV) - O Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, Cardeal Leonardo Sandri, celebrou na manhã desta sexta-feira, no Vaticano, uma missa por ocasião da plenária da Pontifícia Comissão para a América Latina (CAL).

Em sua homilia, o purpurado frisou que "uma constante da história cristã é a perseguição e a cruz que neste mundo e nesta época da Igreja afligem muitos de seus filhos".

"Um grande número de bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas perderam suas vidas como discípulos de Cristo na América Latina. Em 2013, foram assassinados nessa região 15 sacerdotes", disse ainda o Cardeal Sandri.

O purpurado recordou em sua homilia três testemunhas da fé: O Arcebispo de Guadalajara, no México, Cardeal Juam Jesus Posadas Ocampo, assassinado em 24 de maio de 1993; o Arcebispo de San Salvador, em El Salvador, Dom Oscar Arnulfo Romero, assassinado em 24 de março de 1980, cuja canonização está em andamento, e o Bispo de La Rioja, na Argentina, Dom Enrique Angelelli, morto em 4 de agosto de 1976, num acidente de carro suspeito, num contexto de perseguição contra essa Igreja local.

Numa homilia proferida em 2006, o então Cardeal Jorge Mario Bergoglio, hoje Papa Francisco, falou sobre os ataques contra a Igreja em La Rioja através de métodos habituais de desinformação, difamação e calúnia, e definiu Dom Angelelli uma testemunha que derramou seu sangue por causa da fé. A causa de canonização desse bispo também está em andamento.

"Todos esses fatos mostram como na América Latina o sangue de Cristo é derramado na pessoa de nossos irmãos, vítimas de perseguições, terrorismo em geral, terrorismo de Estado em particular, violência e tráfico de droga ou vítimas por sua fidelidade à opção preferencial pelos pobres, implícita na fé cristológica", concluiu o Cardeal Sandri. (MJ)







All the contents on this site are copyrighted ©.