2006-09-24 17:32:22

Durão Barroso diz que lideres europeus não apoiaram Bento XVI após discurso que deu origem a criticas e ameaças da parte do mundo árabe e muçulmano


O presidente da Comissão Europeia expressou o seu desapontamento pelo facto dos líderes europeus não terem apoiado o Papa Bento XVI depois das críticas e ameaças que recebeu do mundo árabe, na sequência do seu discurso em que citou um imperador bizantino que estabelecia uma ligação entre Islão e violência.
José Manuel Durão Barroso afirmou em declarações à imprensa que a Europa, apesar da necessidade de tomar a ameaça terrorista islâmica de forma "muito séria", "não pode confundir a tolerância com o politicamente correcto", pondo outros valores acima dos seus próprios."Fiquei desapontado por não ter havido mais líderes europeus a dizer - 'É claro que o Papa tem direito de expressar o seu ponto de vista", afirmou Barroso ao semanário alemão "Die Welt am Sonntag". "Temos que defender os nossos valores", acrescenta, na entrevista.Durão Barroso encorajou ainda os líderes islâmicos moderados a tomarem uma atitude de força contra os extremistas. "O problema não está nas declarações do Papa, mas na reacção dos extremistas", afirmou.








All the contents on this site are copyrighted ©.